sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Poses


De vez em quando um estudante me faz a seguinte pergunta: “Qual dos 12 princípios de animação é o mais importante?” Essa é uma daquelas perguntas impossíveis de responder, como “qual órgão do corpo é o mais importante?” Você precisa de todos eles pra viver, bobo! Mas eu vou tentar responder sua pergunta, e vou começar a pensar alto quais princípios seriam mais vitais que outros. Eu geralmente chego em : Poses
... ou talvez Timming

Qual deles? Eu acho que depende do que você está animando – o tipo do personagem, a situação,e o estilo. Para este artigo, vou focar somente em Poses, e espero falar mais sobre timming no futuro.
Ok, eu sei que “poses” não é um dos “ Os 12 Princípios de Animação” deixados de herança em placas de pedra pelo ” Santo Frankeollie” ( ele se refere à Frank Thomas e Ollie Johnston autores de “ The Illusion of Life”), mas é realmente muito importante. É , na realidade, um certo super-princípio, pois combina elementos de outros princípios nele, como encenação (staging),apelo, exagero, e desenho. Novamente, é uma busca tola tentar escolher o princípio de animação mais importante, e você pode certamente oferecer este contra-ponto: pose sem timming é apenas um livro de história em quadrinhos. Touché! Mas considere isso : imagens estáticas conseguem sugerir movimento. E um bom animador poderia animar um “acting” inteiro a partir de uma única pose clara. Atores seguram as poses o tempo todo. Um boa pose pode comunicar a fisiologia, a personalidade, a emoção e a intenção do seu personagem mesmo quando a cena está “em pause”. Animação é contar história e uma boa pose consegue contar uma história.
O que realmente me fez querer falar sobre pose foi esta foto:



Eu vi esta foto em um leilão de arte, e ela realmente me tirou o fôlego. Eu tive que parar e ficar olhando para a foto por um tempo para descobrir se era real. Eu já tinha visto muitas fotos do Muhammad Ali, mas esta nunca. Eu nunca fui fã de boxe, nem considerava muito um esporte até que eu assisti “When We Were Kings (1997)”, sobre Ali. Simplesmente incrível. Vocês tem que assistir.
Bom, voltando ao tópico. Esta foto é boa por tantos motivos, e é uma daquelas imagens que fazem eu me encantar pela animação mais uma vez. As linha de ação são tão claras, tão extremas nesta foto, que quase parecem encenadas ou manipuladas. Você sente Ali se apoiar na perna direita, e o seu cérebro quer ver o arco invisível do gancho de esquerda que está por vir. Repare como o corpo do outro boxeador se inclina em direção a Ali em uma simples curva, enquanto a linha de ação principal de Ali é uma linha reta. A convergência destas duas linhas nos pés dos boxeadores cria uma tensão visual, e a perna direita de apoio faz a silhueta de Ali parecer enorme e presa ao chão. Leia este artigo http://www.carlosbaena.com/resource/resource_tips_shapes.html do Carlos Baena para mais infos sobre linhas de ação.




Eu fiquei tão animado com essa foto que tive que procurar mais algumas no Google. Eu encontrei esta:





Buuum! Outra imagem formidável! Existe uma versão mais famosa desta foto na qual o braço direito de Ali esta ao lado do corpo, mas eu gosto mais desta. Esta imagem conta uma história clara, parece que poderia ter sido uma pintura de Michelangelo. Eu estou falando de pose e não de encenação, mas as duas são muito interligadas, como mencionei acima. Olhem estes triângulos:





É uma composição gráfica maravilhosa! Eu amo a forma como os triângulos apontam para cima como pirâmides, exceto o braço direito, que aponta para baixo na direção de Liston como se fosse dizer “nem pense em levantar!” você não consegue não ficar impressionado com o domínio do Ali sobre Sonny Liston, e a pose e a composição estão reforçando esta história de todas as maneiras.
Ok, mais uma foto de Ali, só porque ele é o cara:





Para mim, esta foto fala totalmente de ritmo. Ritmo visual, é isso. A forma como a linha de ação sobe em “s” do seu pé esquerdo até sua cabeça, a forma como a perna direita apóia esta linha, e como ambos os braços complementam esta linha,lebando seus olhos para seus ângulos agudos sem arruinar a fluidez da pose. Você consegue sentir a torção do quadril, a arremetida para frente e os pulsos relaxados. Tem um que de liderança e acompanhamento, de peso e impulso. Você consegue imaginar o que veio antes e o que virá depois. Seu cérebro quer ver a ação – ele está implorando por outra pose, ou pelo menos um “breakdown” (uma intervalação)!

Pose é uma forma de arte por si só. Afinal, poses still existem beeeeeeeeeem antes da animação. Por esse motivo, nós temos uma abundância de imagens e conhecimento para nos inspirar. Veja Michelangelo, Caravaggio, Goya... vejam Rockwell!



Diga o que quiser sobres os temas usados por Rockwell,mas ele era um excelente desenhista e contador de histótias. Você consegue dizer tanto sobre cada um dos personagens desta cena, apenas pela linguagem corporal. Neste caso, a forma como as poses se relacionam entre si é tão importante como cada uma das poses. Como eu disse, pose é uma arte por si só, e tem seu conjunto próprio de princípios. O que?! É isso mesmo, se os 12 princípios de animação não fossem suficientes, aqui estão 28 do super animador e artista, Walt Stanchfield:




Pose e humor


Planos


Retas e curvas


Forma


Solidez


Primário e secundário


Anatomia


Arcos


Ação


Modelo ou personagem


“squash & stretch” (encolher e esticar)


Encenação e composição


Peso


Batida e ritmo


Antecipação


Linha e silhueta


Profundidade e volume


Caricatura


Ação e reação


Overlap e follow through


Detalhes


Perspectiva


Timing


Textura


Direção


Trabalhando do extremo


Simplificação


Tensão para o extremo


Formas positivas e negativas


Perceba que existem algumas repetições da lista dos 12. Sim, você pode indicar “antecipação” em um desenho estático. Alguns destes princípios são específicos para o desenho e não preocupam muito um animador CG.
Eu não vou falar sobre todos estes princípios aqui, e eu não pretendo ter um centésimo do talento e da experiência de Stanchfield, mas eu acho que ao menos eu sei do que ele está falando. As copiosas matérias de Watt sobre desenho da ficura humana costumavam ser postadas no Animation Meat (http://www.animationmeat.com/notes/waltstanchfield/waltstanchfield.html), mas aparentemente elas foram tiradas até a publicação de um livro. Este vai ser sem dúvidas um livro que “tem que ter”! Na Pixar nós temos sorte (eu poderia terminar a frase bem aqui) de ter o animador e artista Tom Gately, que foi aluno de Stanchfield, e agora dá suas próprias aulas de desenho do corpo humano. Enquanto eu não tenho freqüentado com regularidade (desculpa Tom), eu descobri que praticar meus desenhos do corpo humano com ênfase nestes princípios tem melhorado meus desenhos e minha animação. Nem todos os animadores CG (computação gráfica) desenham, mas para muitos de nós, desenhar esboços é uma parte importante do planejamento. Sabendo como melhorar estes primeiros esboços vai ajudar a clarear as idéias antes de ir para o computador. Pessoalmente eu acho que eu forço meus desenhos muito além doque eu forçaria um personagem CG, então é bom começar com um desenho extremo ao invés das limitações de um personagem CG.
Para fechar aqui está uma imagem que Sergio Pablo, animados da Disney distribuiu durante uma visita a Pixar alguns anos atrás, que mostra a aplicação de muitos dos princípios citados. Reparem nas semelhanças com a terceira foto de Muhammad Ali, acima. Espero que o Sérgio não se importe de eu postar isto, Obrigada Sergio!







Isto é tudo que tenho a dizer por hora. E í foi minha noite de domingo. Obrigado por ler até aqui!
PS – um bom complemento para este artigo é o Post de Travis Hathaway no Spline Doctors “my not necessarily the principles” (http://splinedoctors.com/2008/06/my-not-necessarily-the-principles/)


_________________________________

Traduzido de: Posing, Victor Navone, 27/07

http://www.navone.org/blogger/

3 comentários:

pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pedro disse...

mto bom o post....lembro quando vi pela primeira vez em aula....hà uns 3 anos atrás...rsrsr

bjs!

Zabeto disse...

Excelent post e tradução. Adorei a iniciativa do blog. realmente muito útil.
parabéns.